HISTÓRIA

O município de São Mateus é um dos mais antigos do país e em sua sede, Igrejas Seculares, Museus, Casarios constituem marcos significativos de sua importância histórica e cultural. Também possui atrativos naturais de beleza impar como o Vale do Cricaré, a Ilha de Guriri, com suas praias, Barra Nova, com seus exuberantes Manguezais, e as Cachoeiras do interior. Essa gama de atrativos consolidou sua inclusão na Rota do Verde e das Águas, um dos principais produtos turísticos do Estado. Data de Fundação: Conforme informações de historiadores, o navegador Cristóvão Jaques esteve na aldeia em 1544. Em 1764, é elevada a categoria de Vila e em 1848 passa a ser município.


O Município de São Mateus, habitado originariamente por índios Tupinambás (tronco lingüístico tupi) e Aimorés (tronco lingüístico Macrogês), foi colonizado por Portugueses, que trouxeram Negros africanos e posteriormente, imigrantes Italianos. Considerado “Berço da Cultura Capixaba”, possui aspectos culturais de relevância, até hoje preservados; Casarões de arquitetura colonial dos séculos XVIII e XIX, igrejas jesuíticas, manifestações folclóricas seculares diversas, como Jongo, Reis de Boi, Maculelê, Capoeira, e atuais, como Festivais de Música, Teatro, Semana de Arte, e outras.

Dados estatísticos

Data Festiva: 21 de Setembro, dia de São Mateus

Principais atividades econômicas:

População: 100.000 habitantes

Colonização: Portuguesa

Principais Etnias: Indígena, Negra, Portuguesa e Italiana

Localização: Litoral Norte do Espírito Santo.

Área: O município tem 2.284 km² e 44 km de litoral. A Ilha de Guriri tem 102 km², sendo 42km de praias.

Clima: Seco sub-úmido, temperatura média anual entre 25 e 30°C no verão e 19 e 21°C no inverno

Altitude: 36m acima do nível do mar (sede).

Cidades Próximas: Conceição da Barra -Itaúnas, Nova Venécia, Jaguaré, Boa Esperança, Pinheiros...

 
Copyright © 2008 TURISMO SÃO MATEUS (27)3767 8898. TODOS DIREITOS RESERVADOS